B3

Relações com Investidores

Histórico

A origem da B3 se funde com a do próprio mercado. É por isso que nossa trajetória continua fazendo história no país.

Em março de 2017, a BM&FBOVESPA e a Cetip se uniram com um propósito em comum: trabalhar para conectar, desenvolver e viabilizar o mercado financeiro e de capitais. Junto com os nossos clientes e a sociedade, potencializar o crescimento do Brazil.

Foi aí que surgiu a B3 e um novo capítulo da nossa história começou.

Somos a bolsa do Brasil, a maior depositária de títulos de renda fixa da América Latina e a maior câmara de ativos privados do país.

Temos mais de 100 anos de história. E, o que nos trouxe até aqui, nos ajuda a construir o futuro. Por isso, valorizamos nossa origem:

A BM&FBOVESPA S.A. – BOLSA DE VALORES, MERCADORIAS E FUTUROS nasceu em 2008, com a união de BM&F e a Bovespa Holding. E desde então, já era uma das maiores bolsas do mundo.

Com um modelo totalmente verticalizado e integrado, a BM&FBOVESPA contribuiu com o processo de inovação do mercado. Desde a negociação e pós-negociação, distribuição de dados de cotações, produção de índices de mercado, desenvolvimento de sistemas e softwares, listagem de emissores, empréstimo de ativos até como central depositária.

Os sistemas próprios da BM&FBOVESPA tornaram possível comprar e vender ativos, mitigar ou transferir riscos, arbitrar preços, diversificar e alocar investimentos, alavancar posições – uma série de possibilidades essenciais para atender o mercado e economia do Brasil.

BM&FBOVESPA

  • 2008

    Nasce a BM&FBOVESPA, da união entre BM&F e Bovespa Holding.

  • 2010

    Parceria estratégica com o CME Group é firmada; as empresas passam a deter 5% do capital social uma da outra;

  • 2011

    Início de projeto de aprimoramento do parque tecnológico da Companhia: fase de intenso investimento em infraestrutura tecnológica. A plataforma PUMA Trading System, plataforma eletrônica de negociação criada pela parceria entre BM&FBOVESPA e o CME Group, é lançada nos mercados de derivativos e câmbio tornando a negociação multimercado e multiativos no país mais eficiente.

  • 2012

    Apresentação ao mercado do Programa de Integração da Pós-Negociação da BM&FBOVESPA (Integração das Clearings) e do CORE (Close-Out Risk Evaluation), novo sistema de cálculo de risco. Início das obras do novo Data Center da BM&FBOVESPA.

  • 2013

    PUMA Trading System chega aos mercados de ações. Nova metodologia de cálculo do índice Ibovespa é lançada.

  • 2014

    PUMA Trading System passa a operar também nos mercados de renda fixa privada.

    A BM&FBOVESPA cria a lança o sistema de cálculo de risco CORE: plataforma que integra infraestruturas e mercados.

    O novo data center da BM&FBOVESPA abre as portas. A infraestrutura da empresa ganhou mais eficiência e força, essencial para continuarmos crescendo.

    Primeira fase (derivativos) da Integração da Pós Negociação da BM&FBOVESPA é concluída (a segunda fase de ações foi concluída em ago/17).

  • 2016

    Finalizada a parceria com o CME Group.

    Os Conselhos de Administração da BM&FBOVESPA e da Cetip aprovam a fusão de operações das empresas.

  • 2017

    A união dos negócios da BM&FBOVESPA e Cetip é aprovada pelos órgãos reguladores: Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Iniciando a história da B3.

Você encontra mais detalhes sobre o histórico da BM&FBOVESPA no Capítulo 7 do Formulário de Referência da B3.

A CETIP S.A. – MERCADOS ORGANIZADOS surgiu em 1984 como resposta a uma necessidade do mercado, oferecendo soluções e serviços financeiros no mercado de balcão organizado.

CETIP

  • 1984

    A Cetip é fundada como uma entidade sem fins lucrativos e com o apoio do Banco Central.

  • 1986

    A Cetip começa a operar.

  • 2008

    A associação se transforma em sociedade por ações, com fins lucrativos, transformando o negócio da Cetip. Nesse processo, a ANDIMA SND foi incorporada, o que fez da Cetip a única detentora dos direitos sobre o Sistema Nacional de Debêntures (SND), o Sistema de Distribuição de Títulos (SDT) e contratos e ativos intangíveis.

  • 2009

    A Cetip abre capital.

  • 2010

    A Cetip adquire 100% do capital social da GRV Solutions. Com isso, dobra de tamanho e ganha capacitação para agir também nos segmentos de crédito ao consumo, oferecendo informações e soluções para as instituições que concedem crédito.

  • 2011

    Ingresso da ICE Overseas Limited (do grupo Intercontinental Exchange) no capital da Cetip.

  • 2012

    A Cetip apresenta ao mercado o Cetip | InfoAuto Pagamentos, produto que automatiza e agiliza processos relacionados ao financiamento de veículos. Também lança o Cetip | Trader, plataforma eletrônica criada junto a ICE para organizar negociações de instrumentos de renda fixa.

  • 2013

    Lançamento da Cetip | Plataforma Imobiliária – Gestão de Garantias. Primeiro produto criado pela Cetip para tornar o processo de crédito imobiliário mais eficiente, ágil e com custo reduzido.

  • 2016

    Os Conselhos de Administração da Cetip e da BM&FBOVESPA aprovam a fusão de operações das empresas.

  • 2017

    A união dos negócios da Cetip e da BM&FBOVESPA é aprovada pelos órgãos reguladores: Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Iniciando a história da B3.

Você encontra mais detalhes sobre o histórico da Cetip no Capítulo 7 do Formulário de Referência da B3.

Última atualização em

Close